UniFdE prepara seus campi para a formação infantil

isis

Em artigo escrito para o site “Maezissima”, a ativista Ísis Maria, integrante da Rede Fora do Eixo, abordou um pouco de sua experiência na criação de seu filho, Benjamin, nascido e até então criado em um ambiente coletivo. Tal processo, envolvendo tantas pessoas, situações e territórios, acabou por deixar claro que a reflexão era muito maior do que a simples relação entre mãe e filho: se trata do desenvolvimento de metodologias ainda inéditas – ou ainda não sistematizadas – de criação coletiva de um ser humano.

Por conviver em um ambiente de cultura, comunicação, ativismo e uma intensa vida colaborativa, Benjamin tem acesso a uma série de estímulos visuaias, sensoriais, auditivos, e absorveu em pouco mais de um ano de vida um convívio com dezenas de pessoas de fora do país, uma infinidade de sotaques nacionais e internacionais além do conhecimento direto de mais de 11 cidades em 5 estados diferentes. Cada uma dessas cidades possui um ponto onde pode haver um campus preparado à formação e vivência de uma criança a partir de perspectivas livres, desescolarizadas.

O fato de estarmos em rede e sermos diversos e de diferentes lugares faz com que Benjamin tenha uma vivência muito rica. Ele mora numa casa com pelo menos 3 sotaques diferentes, já visitou, com 15 meses de vida, 11 cidades em 5 estados, e convive sempre com pessoas de outros países – já conheceu boliviano, argentino, belga, norte americano, inglês, só pra citar alguns. Todos falaram suas línguas de origem com ele. Por mais que ele não entenda muito bem nem o nosso português, poder ter esses contatos o faz entender a diversidade da vida muito mais rápido.”

Leia o artigo na íntegra.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


*