MST reafirma compromisso com o desenvolvimento social em seu 6º Congresso

mst1

Em 2014 o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra esta completando 30 anos de lutas, conquistas e histórias que marcam a luta pela Terra e Reforma Agrária. Na semana passada realizou um grande Congresso em Brasília e reuniu cerca de 20 mil pessoas, entre dirigentes, lideranças, apoiadores e parceiros da luta.

A profundidade do debate que, somado às análises de conjuntura realizadas em plenárias e reuniões livre, foram marcas desta sexta edição nacional do Encontro. Entre as pautas de destaque, a qualidade dos alimentos livre de agrotóxicos produzidos por cerca de 100 cooperativas; a qualidade de vida dos trabalhadores, incluindo mulheres e jovens e o enfrentamento ao agronegócio. O objetivo do Congresso e todas as mobilizações que seguem até o final do ano, é para que a luta pela terra esteja no centro do debate e agenda política nacional.

Entre as atividades da programação foi realizada uma grande Marcha de 10 kilômetros que finalizou na Praça dos 3 Poderes. O objetivo da mobilização popular era a entrega de uma carta para a Presidenta Dilma Roussef com as reivindicações do movimento. Mesmo com as 20 mil pessoas na rua, a presidenta só atendeu o MST no dia seguinte. Em um ato político também realizado durante o Congresso, o Movimento recebeu apoio de entidades, movimentos, redes, representantes políticos e autoridades.

O MST é um dos maiores, senão o maior movimento social do mundo. Possui grande capacidade de mobilização para garantir a luta pela democracia e o compromisso com o desenvolvimento do Brasil. Cada olhar e gesto de mulheres, homens, jovens, crianças e idosos que estavam ali representa a luta e a força desse povo que acredita e busca seus ideais. Seus projetos são inspiradores, quando se pensa em um novo mundo possível sendo construído por milhares de pessoas.

mst3

Em breve, a Mídia NINJA lançará um compilado de notícias, fotos, vídeos e depoimentos coletados durante os 5 dias do Congresso, em que esteve presente. Acompanhe todas as movimentações pelo site do MST.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*