Poços de Caldas: das águas termais ao Grito Rock

O aconchego de Poços de Caldas atrai turistas de todo Brasil. Localizado nas proximidades de um vulcão desativado a cidade é dotada de 13 fontes de água sulfurosa que, com suas funcionalidades terapêuticas, movimenta o turismo da região.

5

Por ano a cidade recebe milhares de pessoas que circulam por entre as grandes praças e parques centrais que mantêm seus jardins sempre floridos e bem cuidados. A cultura local é bem focada no atendimento ao turista, especialmente os de terceira idade, que buscam o conforto, a tranquilidade e participam de programas como a apresentação semanal da Banda Municipal Maestro Azevedo, tombada em 2005 como patrimônio artístico cultural do município.

banda

Em contraponto às alternativas oferecidas os idosos, Poços de Caldas também é uma das referências em cidades do interior que possibilitam a circulação de artistas independentes. Com 5 festivais em praça pública e edições mensais da Noite Fora do Eixo, a prefeitura também já percebeu a força da cultura jovem e integrou ao seu calendário turístico eventos como o Grito Rock, o Festival #VaiSuldeMinas, Corrente Mostra, entre outros.

#VaiSuldeMinas

Como resposta às ações e provocações do coletivo Corrente Cultural, ponto Fora do Eixo na cidade, o Instituto Federal aprovou o curso de Gestão Cultural, que visa a formação de produtores e gestores culturais na cidade e vem capacitando interessados na área.

ImersãoNo último domingo a Coluna Mundo Minas passou pela cidade e acompanhou de perto a imersão do coletivo. O momento de planejamento foi de definir as prioridades e metas para o ano e ainda a decisão para uma nova Casa Fora do Eixo que atenderá toda a região do Sul de Minas.

Nos próximos 10 dias a coluna segue viagem na região e hoje chegam até Estiva. Veja a rota.

Veja as fotos da coluna.

Acompanhe .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*