A democratização da mídia depende do quanto você se importa

midia ninja

por Paulo Florentino

A Mídia NINJA inicia um novo e grande momento da mídia brasileira. Há tempos, muito temos falado sobre democratização da mídia, sobre como a chamada “grande mídia” não nos contempla, sobre como a informação pode ser melhor distribuída evitando que a mesma seja controlada e manipulada por interesses particulares quando pode e deve ser transmitida com a finalidade de possibilitar a qualquer pessoa, maior conhecimento sobre diversos acontecimentos.

Há quem ainda acredita em toda e qualquer informação que venha através da TV, jornais, revistas e rádios, sem passar pela cabeça a menor preocupação sobre a veracidade da mesma. A maioria dessas pessoas são pessoas boas, aquelas que chamamos de “pessoas de bom coração”, que de tão boas, não conseguem acreditar que um jornalista, que tem a capacidade e, portanto, o dever de informar um povo, poderia ao invés disso, manipular a informação podendo causar grandes confusões à esse povo. Pois sim, grandes confusões surgem de mal-entendidos.
Por muito tempo você teve apenas esses meios de comunicação para confiar, entendo que possa ser díficil, mas seus velhos e grandes amigos do rádio, tv, jornais e revistas, começam a ser desmascarados com a chegada da internet e o livre compartilhamento de informação por meio da mesma. Não estou afirmando que tudo o que está na internet é verdade e tudo que não está é mentira. A internet apenas possibilita que você possa ter mais fontes sobre determinado assunto para apurar por si mesmo a veracidade de qualquer informação, venha ela da tv, rádio, jornais, revistas ou da própria internet. E há ainda quem diga, “se saiu no site da Folha ou no G1, é confiável!” CUIDADO. Saiba usar os meios de comunicação, saiba buscar a informação de forma que não lhe restem dúvidas, não aceite qualquer notícia como verdadeira sem que haja formas de comprovar isso. A diferença entre informar e enganar só depende do caráter de quem escreve ou transmite determinada informação.
É aí que destaco o trabalho da mídia Ninja, não se trata de alguém querendo lhe dizer o que está acontecendo, se trata do que está acontecendo em tempo real sendo transmitido via internet pra você tirar suas próprias conclusões. Tudo que é feito pela mídia Ninja é feito de forma transparente, tão transparente que mostra que você também pode, de forma muito simples, ser um agente de mídia livre, NINJA, Samurai, PowerRanger ou o nome que você quiser dar a isso. Tão transparente que a “grande mídia” não pode dizer que foi apuhalada pelas costas, apenas podem concluir que os tempos são outros e o velho modelo de comunicação dominada por estes grupos acabou. A verdade está a um clique, e é por isso que hoje muita gente ligada a “grande mídia” está preocupada, buscando formas de dizer que a verdade é uma grande mentira, sim buscando formas de fazer o que eles fazem de melhor, distorcer a realidade. Sempre foram muito inteligentes, acontece que nos dias de hoje de nada vale a inteligência se for usada com más intenções, hoje a verdadeira inteligência é coletiva, ninguém é detentor de conhecimento nenhum, portanto não há futuro para os mal intencionados.
Por fim, só cabe dizer que a era da mídia livre não poderia ser outra que não a era do Pós-rancor, onde a “grande mídia” é a “velha mídia” e reclamar dela é perda de tempo, pior que isso é reclamar da mídia livre, que é apenas protagonismo midiático, coisa que você pode fazer ao invéz de ficar reclamando de qualquer coisa, até porque na era do pós-rancor, reclamar é uma palavra extinta.

Um comentário sobre “A democratização da mídia depende do quanto você se importa

  1. Parabéns Cidadão pela matéria, a grande mídia encontra uma terra fértil no coração de quem não tem maldade, como dizia minha vó quem maldade não tem maldade não vê. Pior de que uma mentira é uma verdade contada pela metade, pois a conclusão pode ser uma grande mentira, os meios de comunicação de massa, quando não tem interesse no sucesso de uma ideia,ela pega trechos de uma conversa ou uma publicação, faz um recorte e mostra como verdade e dá o benefício da dúvida pra o ouvinte ou leitor da matéria plantando a semente da desconfiança na cabeça das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 + 6 =